05
jan

whatsapp-image-2017-01-05-at-11-16-37

Nessas férias o JP virou praticamente um peixinho! Não se importando com o tamanho do mar, rio ou poça d’água kkkkk

Minha dica para esse post é muito obvia, mas vejo mães não dando muita atenção nesse “detalhe”: passar PROTETOR SOLAR no seu filho, independente de onde estejam; não é só na praia [coqueiro] que o sol causa queimaduras, amigas… OK, no clube vejo a maioria passando PS, poréeeem, muitas aplicam apenas UMA vez e ficam mais de 5h [clock] nadando! Pessoal, o PS deve ser reaplicado várias vezes, ainda mais em criança; esses “bichinhos” não param quietos, a água ajuda a tirar o PS, quando os pegamos no colo também, quando saem da água e passam a toalha, etc.

Outro momento em que esquecemos de passar PS nos nossos filhos (me incluo nisso porque não sou a mãe perfeita, as vezes também me esqueço) é quando eles nadam em uma piscininha em casa. O sol não perdoa e cabe a nós protegermos a pele dos nossos gigantes (aprendi no coaching a não chamar meu filho de pequeno, devo estimulá-lo a se enxergar como grande, por isso sempre digo Meu Gigante  [piscapisca] ).

E também quando saímos à rua para um passeio ou para uma caminhada um pouco mais longa até a terapia ou padaria, não podemos esquecer do amigo protetor solar.

DICA DE AMIGA:

_ Mas Tati, eu sou muito ocupada e é difícil lembrar de aplicar o PS!! E meu filho não gosta de passar. [xatiado] 

_ Amiga, na dúvida, aplique no seu filho (e em vc também) pela manhã quando acordar e sempre que sair do banho (nesse calor as crianças costumam tomar de 3 a 4 banhos por dia). Quanto a não gostar de passar, minha sugestão que deu certo com o JP, foi o protetor em spray; assim, mesmo quando ele não pára quieto eu consigo espirrar nele.

Partiu para mais um dia de sol e água devidamente protegidos?!



02
jan

whatsapp-image-2017-01-02-at-11-58-58

2017 será mais leve, mais divertido e mais família do que nunca! Será também um ano de muitas terapias e desenvolvimento pro JP, para mim e para todos que nos cercam; afinal, quando ele aprende algo novo, nós também aprendemos uma nova maneira de lidar com ele. Tenho aprendido TANTO com a maternidade…

Bom, o fato é… nada de promessas malucas mais! Sim, ainda está na minha lista perder uns quilinhos kkkk, maaaas tudo com menos pressão, com mais qualidade de vida, numa vibe mais de boas. Minhas metas para esse ano têm outro significado e outro foco: Viver plenamente. Apenas isso. Sem cobranças de trabalho, com tempo para brincar mais com o meu filho, curtir mais os finais de semana que o Pedro estiver conosco, ir às festinhas da família, levar e participar das terapias do JP (e colocá-lo em mais atividades), ler mais livros, voltar a estudar inglês, postar coisas legais do blog, me mudar para a casa nova, cuidar mais da minha saúde (já comecei esse passo hehehe)… são pequenas coisas que as vezes não damos valor na correria do dia-a-dia.

E para você? Quais as suas metas para 2017? Vou um pouco mais além… Quais as suas metas de vida? Porque, afinal de contas, não precisamos limitar nossas atitudes e coisas que queremos melhorar/conquistar em 12 meses. A vida é uma constante, então podemos traçar novas metas sempre que sentirmos necessidade de mudar, né?!

Pense nisso… [piscapisca]  [note]  [pazeamor]